Doublecast 70 - Ramones

doublecast podcast ramones

Está no ar a edição de número 70 do Doublecast, e para comemorar esta marca Danilo de Almeida (@22daniloalmeida) e Leozão Nocete (@leonocete) falam sobre a maior banda Punk de todos os tempos, os Ramones.

Duração 01:53:09
DOWNLOAD 78 MB
Basta abrir o link e clicar com o botão direito e "Salvar como"


Seja um apoiador do Doublecast e aproveite as exclusividades.
Para saber mais sobre os planos e metas: PADRIM.COM.BR/DOUBLECAST
Ajude o Doublecast também pelo PicPay: PICPAY.ME/DOUBLECAST

Avalie o Doublecast na iTunes Store e não deixe de participar através do email doublecastpodcast@gmail.com ou pelas redes sociais
Facebook | Twitter | Instagram

Um comentário:

  1. Cara dupla de punkabeças ossudas,

    O episódio ficou muito bom. Marcou bem cada passo de uma das bandas mais famosas (e às vezes injustiçadas) do pânque roque de todos os tempos. Conheci Ramones bem depois de já conhecer o punk britânico, por influência de um amigo de infância, e curti pra carálhis desde a primeira audição.

    Obrigado por terem feito um episódio que ao mesmo tempo matou saudade e mostrou como é dura a vida da galera que transita no verdadeiro udigrúdi. O pessoal que, independente de ideologias, queria fazer sucesso com sua música mas teve que ralar o cu muito pra conseguir. E vocês falaram disso muito bem. Entretanto, isso não salva vocês do fogo sacrílego da inquisição. Acho que em alguns pontos a "história" dos Ramones ficou meio falha porque:

    - Ramones pode ser pra sempre creditada como a banda que criou o Punk Rock (co-influenciada pela surf music), mas The Stooges (do Iggy Pop) já fazia punk (sem o rock) bem antes disso; dessa forma não consigo creditar a eles a criação do estilo, apenas de sua derivação.

    - Não foi Joey quem talaricou a namorada (esposa/amantes/o que fosse) de Johnny, e sim o oposto. E a referência à KKK no título da canção é exatamente sobre isso: Johnny sempre foi um extremista-direitista convicto conservador (era até engraçado, por suas ideologias, imaginá-lo em um estilo de som que contestava tudo isso). Como continuo abaixo:

    - Johnny Ramone sempre foi um lambedor de cu de Trumps, Reagans, Bushs e etc.; estivesse vivo até hoje estaria batendo uma pro cheirando rola, aquele outro guitarrista de três acordes filho-da-puta. Uma das maiores sacaneadas que Joey fazia com ele em shows era imitar a saudação nazista enquanto o último tocava guitarra, e esse foi um dos motivos de pararem de se falar com o tempo.

    - Em algum momento vcs falaram que eles tocaram com Tom Petty and the HeartBreakers (ou ao menos mencionaram em um ponto); Tom Petty veio a falecer apenas há alguns anos (acho que ano passado), e a banda de Joan Jett era The BlackHearts.

    Fora isso (e o fato de chamarem Tom WAITS de Tom WATTS algumas vezes, hahahaha), o episódio ficou muito muito phoda. Abração. 8)

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.